25 de maio de 2024 12:20

PROIFES-Federação participa de Encontro Regional da Rede de Mulheres Trabalhadoras da educação

Durante os dias 24, 25 e 26 de julho mais de uma centena de professoras participam em San José, na Costa Rica, do encontro Regional da Rede de mulheres trabalhadoras da educação da Internacional da Educação da América Latina (IEAL). 

A diretora de direitos humanos do PROIFES-Federação, Fernanda Castelano, e a diretora de assuntos educacionais do EBTT, Rosangela Oliveira, estão no encontro representando a Federação.

O evento,dividido em três dias, possibilita que as participantes compartilhem a atual situação de seus países e organizações, bem como conheçam as mais recentes iniciativas da REDE, com incentivo para participação nos espaços de formação.

Programação

Na segunda-feira (24), primeiro dia do encontro, ocorreu uma apresentação a respeito da Convenção 190 sobre violência e assédio no mundo do trabalho por Larraitz Lexartza, Oficial de Gênero da OIT para América Central, Panamá, República Dominicana e Haiti. No restante do dia, participantes de cada organização falaram sobre a situação política nos seus países e a situação dos direitos das mulheres e da igualdade de género. 

Na oportunidade, Fernanda Castelano e Rosângela Oliveira deixaram sua contribuição e compartilharam as experiências vividas como mulheres sindicalistas. 

“O encontro tem como principal objetivo, o empoderamento das mulheres para que sejamos multiplicadores da força das mulheres latino-americanas na política sindical e no trabalho social, são três dias de muito debate e reflexão em torno das principais questões que atingem as mulheres no trabalho da educação no nosso continente”, afirmou a diretora de direitos humanos do PROIFES, Fernanda Castelano.

Nesta terça-feira (25), houve uma sessão plenária, onde um grupo de deputadas brasileiras compartilharam suas experiências com os participantes. A deputada Bia Lima (PT/Goiás), falou sobre a necessidade de empoderamento das mulheres para a participação e a ação política. 

Posteriormente, foi realizada a apresentação do Observatório da REDE: Sumemos Igualdad, um novo site que trará atualizações relacionadas com a igualdade de género no mundo do trabalho e especificamente para o setor da educação.

O resto do dia foi dedicado a dois workshops, “ A opinião pública também é nossa: a comunicação para as mulheres sindicais”, focado em fornecer às participantes ferramentas básicas de comunicação que permitam aos professores posicionar seus temas e agendas dentro e fora de suas organizações e gerar reflexão sobre a necessidade de dar visibilidade ao trabalho das mulheres nas organizações.

O outro workshop, denominado “Tocar, bailar y cantar en clave sindicalista con Tocá el Tambó” procura explorar o potencial da música em espaços de protesto social, permitindo aos participantes construir um slogan que será partilhado com o resto da plenária no final do dia.

Por fim, no último dia haverá uma exposição relacionada com a campanha da EI “¡Por ​​​​la Pública! Escola Criamos” , que se opõe à privatização da educação e ao comércio educacional e busca reivindicar maior financiamento do Estado para a educação pública, pelo Observatório Latino-Americano de Políticas Educacionais (OLPE).

Antes do encerramento da atividade, o Escritório Regional fará o lançamento oficial do volume 9 da Revista RED, que este ano se dedica à sobrecarga de tarefas da mulher e aos desafios da conciliação trabalho, união e vida familiar.

Confira o relato da professora Fernanda Castelano a respeito do encontro:

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo