17 de junho de 2024 23:22

PROIFES participa de reunião com MEC para organização da CONAE 2024

Na manhã desta quinta-feira (21) o PROIFES-Federação, representado pelo Diretor de Políticas Educacionais, Carlos Alberto Marques, participou de um café da manhã com o Ministro da Educação, Camilo Santana e demais secretarias do Ministério. O encontro foi promovido pelo Fórum Nacional de Educação e teve como objetivo discutir a organização da Conferência Nacional de Educação (CONAE) que acontecerá em janeiro do próximo ano.

O tema da Conae 2024 será “Plano Nacional de Educação 2024-2034: Política de Estado para garantia da educação como direito humano com justiça social e desenvolvimento socioambiental sustentável”. A Conferência tratará ainda da intersetorialidae, em diálogo com as áreas Ambiental, de Ciência e Tecnologia, Cultura, Saúde, Esportes, entre outras. A diversidade é elemento fundamental no desenvolvimento das ações do Fórum e da Conae.

Durante a reunião, Camilo Santana mobilizou o MEC para a Conferência que contará com a presença do Presidente Lula na abertura e uma série de convidados internacionais, interessados em compreender a dinâmica da participação social e popular na formulação de políticas públicas da educação. 

Participação do PROIFES

O PROIFES-Federação tem ocupado posição de destaque desde a recomposição do Fórum Nacional de Educação, até a participação dentro do mesmo, onde esteve presente em todos os grupos de trabalho que elaboraram o documento de referência para a Conferência. O diretor de políticas educacionais, Carlos Alberto Marques, contribuiu na elaboração do eixo 07 do documento que diz respeito aos compromissos  com o desenvolvimento socioambiental sustentável e a defesa dos direitos humanos. 

“Além da participação da Federação no Fórum, destaco também que, a partir das conferências municipais e estadual, o PROIFES possui uma boa delegação de pessoas que foram eleitas nestas conferências. Então, estaremos presente apresentando toda a nossa visão sobre a educação nacional, em particular no ensino técnico e tecnológico, e superior, bem como as condições dos trabalhadores da educação. Temos nos mobilizado por meio do GT de Educação e tenho certeza que a participação desses delegados vai enriquecer o documento final da Conferência Nacional de Educação em janeiro de 2024”, afirmou Carlos Alberto Marques.

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo