PROIFES Federação: Uma jornada de resiliência, diálogo e compromisso com a educação pública brasileira

Em entrevista à Rádio Universidade, presidente do PROIFES relata desafios, conquistas e objetivos da Federação

Diante de um cenário desafiador na educação brasileira, onde as batalhas por recursos e reconhecimento são constantes, o PROIFES Federação vem atuando de maneira resiliente, tendo o diálogo propositivo como princípio e trabalhando pelo futuro não só dos docentes do Magistério Superior (MS) e Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), mas da educação pública brasileira como um todo. Em entrevista à Universidade FM, realizada na última quinta-feira (21), o presidente Wellington Duarte traçou um panorama das conquistas, desafios e anseios da Federação.

Atuando como Fórum entre 2004 e 2011 e a partir de então como Federação, o PROIFES vem desempenhando um papel importante na defesa dos direitos dos professores e na promoção de uma educação pública de qualidade. Wellington Duarte destacou durante a entrevista as conquistas recentes, incluindo a participação da Federação nas negociações que culminaram na criação das carreiras de magistério superior e EBTT, bem como a implementação de categorias como professor associado e professor titular. Além disso, o PROIFES tem sido um defensor incansável na luta pela ampliação do orçamento das universidades, reconhecendo o papel fundamental dessas instituições na pesquisa e no desenvolvimento nacional.

Desafios

No entanto, os desafios persistem, especialmente diante da diminuição de recursos para as universidades. Duarte ressalta que, em 2022, o orçamento retornou ao mesmo nível de uma década atrás, e a expectativa para os próximos anos é de uma batalha contínua pela recuperação desses recursos. “Apesar das dificuldades econômicas, o PROIFES permanece firme em sua missão de garantir um financiamento adequado para as instituições de ensino, reconhecendo que uma nação sem universidades fortes não conseguirá chegar ao desenvolvimento pleno”, afirmou.

Representatividade

No que diz respeito à representatividade, o PROIFES demonstra um crescimento persistente ao longo dos anos. Com cerca de 15 mil professores associados e uma média de 35 mil representados nas universidades, a Federação, por meio de seus sindicatos federados, tem atuado de forma qualificada na defesa dos docentes sempre com uma política firme de diálogo e negociação.

Olhando para o futuro, as expectativas são otimistas, mas o momento é desafiador. As negociações para salários e carreira são cruciais, e o PROIFES está engajado em garantir condições justas para os professores. A proposta do governo de 0% de aumento salarial para 2024 é considerada inaceitável, e a Federação seguirá defendendo os interesses da categoria, tanto na Mesa de Negociação Permanente como na Mesa de Negociação Específica. “Valorizar o professor é valorizar a universidade e investir em extensão, graduação e pesquisa significa fortalecer o país como um todo”, pontuou Wellington.

O PROIFES Federação seguirá firme nos seus princípios lutando por uma educação pública, democrática, de qualidade e que valorize toda a carreira docente.

Clique Aqui e confira a entrevista na íntegra!

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo