24 de julho de 2024 14:26

Diretoria do PROIFES-Federação realiza última reunião de 2022

Nessa sexta-feira (16) a diretoria do PROIFES esteve presente na sede da Federação para a última reunião de 2022. O encontro teve como pautas o balanço do ano e os desafios para 2023.

O ano de 2022 foi marcado por batalhas que se iniciaram desde 2016, com o golpe sofrido pelo governo Dilma, e se perpetuaram durante todo o governo Bolsonaro. Porém, não se pode deixar de destacar a atuação desenvolvida pela entidade que mesmo diante das inúmeras dificuldades obteve crescimento e não abandonou a luta pela educação pública de qualidade e valorização do servidor.

“Precisamos enaltecer o bom trabalho da Federação que por meio da sua diretoria e sindicatos filiados têm obtido reconhecimento externo, o que permite que a entidade conquiste um espaço para diálogos importantes e propositivos capazes de levar as pautas da educação até o parlamento”, afirmou o vice-presidente da entidade, professor Wellington Duarte.

Durante o ano a entidade participou de inúmeras atividades, reuniões e atos públicos que colocaram em debate questões importantes como a valorização do servidor, o bloqueio de verbas realizado pelo governo Bolsonaro e reajustes salariais.

Dentre essas atividades se destacam: Audiência pública extraordinária da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara Federal para tratar sobre o reajuste salarial dos servidores públicos federais; Ato Público pela Valorização dos servidores e recomposição inflacionária; Audiência pública na Comissão de Educação da Câmara para debater as diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores e participação semanal nas reuniões da frente parlamentar mista em defesa do serviço público.

Desafios para 2023

O ano de 2023 trás para o PROIFES desafios importantes, diante de um novo governo, democrático e aberto ao diálogo, que permite a entidade avançar de maneira propositiva dentro do cenário.

“É importante ampliarmos a atuação da Federação, buscando respostas para as reivindicações presentes na carta apresentada ao grupo de transição, como a imediata revogação das normas apontadas no documento. Temos uma boa expectativa de mudanças no cenário educacional, nesse momento vamos ficar de olho e na estrutura que se forma no novo governo e acompanhar o andamento de assuntos relevantes para o movimento sindical como a reforma sindical e trabalhista”, afirmou o presidente do PROIFES, professor Nilton Brandão.

Durante a reunião foi apresentada para a diretoria a agenda internacional de eventos para o próximo ano, a agenda trás pautas relevantes como o Lançamento da Campanha Mundial contra a privatização, em janeiro; O encontro CONADU em La Plata com os temas: Privatização, Universidade e Trabalho em abril, dentre outras participações no cenário internacional.

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo