25 de maio de 2024 10:52

PROIFES-Federação e CONDICap se reúnem com MEC e debatem a recomposição orçamentária dos colégios de aplicação

Na tarde desta terça-feira (22) o PROIFES-Federação e o Conselho Nacional de Dirigentes de Colégios de Aplicação das Instituições Federais de Ensino Superior – CONDICap se reuniram com a  Diretora de  Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Educação Superior do MEC, Tânia Mara. O encontro teve como propósito debater a recomposição orçamentária dos colégios de aplicação.

Na ocasião, a coordenadora nacional do CONDICap, Maristela Mosca apresentou um estudo realizado pelo Conselho que demonstra a necessidade de ampliação dos recursos destinados aos colégios de aplicação diante do crescimento na quantidade de alunos matriculados. 

A proposta de reajuste da matriz CONDICap tem por objetivo elevar o valor do custo anual por aluno de modo a equipará-lo ao valor definido anualmente pelo FUNDEB, de forma gradativa, até o ano de 2026. A estimativa é que o valor do custo anual por aluno em 2024 seja equivalente a 55% do valor do FUNDEB, em 2025 a 75% e a em 2026 a 100%.

O PROIFES-Federação participa ativamente na articulação das pautas dos colégios de aplicação e nesse sentido solicitou para a diretora Tânia Mara a criação de um grupo de trabalho visando a discussão da recomposição orçamentária bem como a marcação de uma agenda com o Ministro da Educação, Camilo Santana, para apresentação das demandas dos colégios. A Federação solicitou ainda a criação de uma agenda com a diretora para discussão de pontos específicos sobre as escolas de aplicação. 

A diretora Tânia Mara se dispôs a articular as agendas bem como o grupo de trabalho proposto. Participaram da reunião representando o PROIFES, a diretora de comunicação, Gilka Pimentel, a integrante do Conselho Deliberativo, Fernanda Almeida e os professores Romeu Bezerra (UFSC), Isaura Brandão (UFRN) e Maria José Pereira (UFG).

“Lutar pela ampliação e valorização das escolas de aplicação também é uma luta do PROIFES, o ensino público muda vidas e lutar pela ampliação de uma educação pública, gratuita e de qualidade é uma das missões da Federação, por isso nos colocamos a disposição para uma ampla articulação política em prol dos colégios de aplicação”, afirmou a diretora de comunicação do PROIFES, Gilka Pimentel.

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo