25 de maio de 2024 04:36

PROIFES-Federação assina termo de acordo para reajuste salarial dos servidores federais

Nesta sexta-feira (24) o Governo Federal e as entidades representativas dos servidores públicos assinaram o termo de acordo n°1/2023 que garante o reajuste linear de 9% para os servidores a partir do mês de maio e aumenta o valor do vale alimentação para R$ 658,00.

A formalização acontece após uma longa negociação que teve início no dia 16 de fevereiro na primeira reunião da Mesa de Negociação Permanente instalada pelo atual governo. A última reunião da mesa foi realizada no dia 10 de março.

A proposta de reajuste foi apresentada pelo PROIFES aos sindicatos federados e aceita pela maioria dos docentes das universidades e institutos federais. A Federação assinou o acordo e destacou a necessidade do início imediato das negociações setoriais.

O presidente do PROIFES, professor Nilton Brandão participou da assinatura do acordo nesta sexta-feira, acompanhado do diretor tesoureiro da entidade, professor Flávio Silva.

“Esse é o primeiro passo para iniciarmos a negociação nas mesas setoriais, o diálogo com o governo foi reestabelecido e continuaremos na luta pela reposição das perdas salariais, que ultrapassam 40%, dos docentes das universidades e institutos federais”, afirmou o presidente do PROIFES, professor Nilton Brandão.

Participaram do evento a ministra de Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, a ministra da saúde, Nísia Trindade, o ministro chefe da secretaria geral da presidência da República, Márcio Macêdo, o Secretário de gestão de pessoas e relações de trabalho, Sérgio Mendonça, o Secretário executivo do Ministério do Planejamento, Gustavo Guimarães, o Secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Getúlio Marques e as demais entidades representativas dos servidores públicos.

“Esse é um acordo histórico que marca a retomada da negociação e do diálogo com o governo e reforça a valorização do servidor público. O acordo foi realizado de maneira emergencial, pois entendemos a urgência do reajuste para os servidores e a necessidade de celeridade do processo. A mesa de negociação é permanente e com certeza será aperfeiçoada” afirmou a ministra Esther Dweck que agradeceu o empenho das entidades na composição da mesa de negociação.

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo