25 de maio de 2024 12:24

PROIFES defende a assistência estudantil como uma política de permanência fundamental para os estudantes

Na tarde desta quarta-feira (27) o PROIFES-Federação, representado pelo professor Jairo Bolter, membro do conselho deliberativo da entidade e presidente da ADUFRGS, participou de mais uma audiência pública da Comissão de Educação no Senado Federal que debateu a importância de programas de assistência estudantil na educação superior. A atividade faz parte da agenda de mobilização do PROIFES em Brasília. 

Na ocasião, Jairo Bolter ressaltou que a falta de assistência não só afeta a atividade docente no dia a dia como é um dos fatores que levam à evasão nas universidades e institutos federais.

“Precisamos aumentar os investimentos na educação e, além disso, encontrar alternativas para que os estudantes permaneçam nas salas de aula. A assistência estudantil é fundamental para o bom desenvolvimento das atividades acadêmicas e está atrelada ao orçamento da educação”

O docente apresentou ainda dados que demonstram  que vivemos uma decadência em relação aos investimentos na educação pública no país. “ Em 2023 o nosso orçamento é aproximado ao de 2007, período em que tínhamos 50% menos alunos, menos professores técnicos e instituições de ensino. Em 2013 o orçamento por aluno chegou a R$ 14.116, hoje o orçamento por aluno está em R$ 5.400, mais baixo que em 2003 quando era R$ 6.800” afirmou.

“Criamos muitas políticas de acesso às universidades e essas políticas só serão viáveis se as nossas instituições de ensino conseguirem recursos financeiros para garantir que não haja evasão”, ressaltou Jairo.

Jairo Bolter finalizou sua participação afirmando a importância do diálogo e mobilização em conjunto com a Câmara e o Senado. “Precisamos dialogar fortemente para viabilizar estratégias que garantam que os bons investimentos feitos ao longo de 15 anos no Brasil não se percam. Não se faz educação pública, gratuita e de qualidade sem dinheiro, não se desenvolve um país sem investir em educação “, finalizou.

Também estiveram presentes na audiência o diretor de assuntos jurídicos do PROIFES, Jailson Santos, o diretor de relações internacionais, Eduardo Rolin, a integrante do Conselho Deliberativo, Fernanda Almeida e Bárbara Coelho, participante do GT de ciência e tecnologia do PROIFES.

Confira a fala completa do professor Jairo Bolter:

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Pular para o conteúdo