PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Sindicatos Federados

SINDIEDUTEC e PROIFES participam de live promovida pelo Insituto Edésio Passos

Publicado em : 19/10/2020

Nesta sexta-feira (16) o SINDIEDUTEC e o PROIFES participaram de uma live junto ao Instituto Edésio Passos (IEP). Rosangela Oliveira e Nilton Brandão falaram sobre ações e enfrentamento à pandemia nos Institutos Federais, com mediação de Sandro Lunard, vice-presidente do IEP e professor de direito do trabalho na UFPR.

Inicialmente, ambos falaram do histórico da Rede Federal de Ensino, da criação dos IFse da extensão e pesquisa como parte do aprendizado do estudante. Com a pandemia, a continuidade deste ensino se tornou uma das preocupações do SINDIEDUTEC, do PROIFES e do IFPR.



Rosangela Oliveira,presidenta do SINDIEDUTEC colocouas dificuldades e desafios do enfrentamento à pandemia. “No início observávamos apreensivos, mas à medida que a pandemia ganha força, volume e distância do país de origem, começa também um furor coletivo, porém sempre com uma ponta de esperança, de vida que segue, tanto que, na época, estávamos planejando um movimento sindical de repúdio aos cortes na Educação, um dos tsunamis da Educação. Já naquele momento foi decidido que não era possível”, relatou. Desde o início, de acordo com a presidenta, o SINDIEDUTEC esteve preocupado não somente com os servidores e filiados, mas também com a comunidade acadêmica.“Foi preciso pensar em como combater. Isso deu um start de medo, angústia, ansiedade e etc. Foi preocupação do nosso sindicato em cuidar da saúde dos trabalhadores, física, mas também emocional e mental.E dos alunos, da comunidade e etc.Nos preocupamos com entrega de cestas básicas, produçãoe distribuição deálcool, dando força nesse momento de tanta incerteza”,contou.

Brandão reforçou o entendimento de Rosangela Oliveira de que é preciso estarvivo para lutare que por isso foi necessário o afastamento dos indvíduos que compõem a luta. “ O remédio que temos é o isolamento social. Fomos para casa para poder proteger a nossa e a vida de outras pessoas”,explicou. Para o presidente do PROIFES, é um absurdo que o desprezo pelo povo externado pelo governo federal seja tão grande. “Ficamos desacreditados.Mesmo sabendo como a pandemia era séria e percebendo o perigo do desdém, mesmo assim o nosso governo lidou com desprezo para com o povo. Hoje estamos com mais de um milhão de mortos. Essa desumanidade o governo precisa ser registrada. Nas universidades, nós somos educadores,e se não conseguirmos acreditar naCiência, ficaremosà revelia de osbcurantismos”,disse.

Ainda assim, a Educação, um dos setores que não parou apesar da pandemia, teve que lidar com este descaso e outras dificuldades que fizeram parte do contexto, como condições de oferecer EaD, o que deixa claro a importância de projetos como a Rede Federal de Ensino e sua proposta de interiorização da Educação. “O IFPR tem compromisso com a qualidade, inclusive na EaD, com metodologia pressupostos, formação diferenciada, etc”,explicou Brandão.

Para Rosangela Oliveira fica claro que é preciso fazer nascer e reforçar a noção de que Educação não é gasto, é investimento. “95% da pesquisa doBrasil é feita dentro deinstituições públicas de educação. São hospitais, laboratórios, etc que precisam de investimento”, ressaltou.

Fonte: Ascom SINDIEDUTEC-Sindicato



Nova edição do Jornal da APUB

Nova edição do Jornal da APUB

 24/11/2020

A Apub lança a última edição de 2020 do Jornal do sindicato, exclusivamente em formato digital. O Jornal traz uma retrospectiva dos últimos dois anos, aborda os debates do XVI Encontro Nacional do PROIFES e revela os resultados preliminares da Pesquisa [...]















GO!Sites