PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

SINDIEDUTEC chama Reitoria para reunião sobre novas unidades do IFPR

Publicado em : 10/09/2021

SINDIEDUTEC chama Reitoria para reunião sobre novas unidades do IFPR

O reordenamento do IFPR proposto pelo MEC tem causado certo desconforto entre os servidores. O novo modelo de organização deixa dúvidas pois não pressupõe abertura de novas vagas ou aumento de pessoal. Ao todo, nove estados serão atingidos: Paraná, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Maranhão, Piauí e Pará.

Isso acende um alerta, pois já vem sendo sinalizado em Goioerê desde maio de 2021 que a emancipação do campus avançado tem o apoio de Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara (leia mais aqui) Cada novo instituto deverá ter um reitor e cinco pró-reitores. A despesa adicional é cotada em 80 milhões de reais – 8 milhões por sede.

 

Goioerê dá passo importante para a autonomia do Campus do IFPR – Gazeta Regional

Em maio, membros da política local de Goioerê se reuniram com o deputado Ricardo Barros (PP), líder do governo na Câmara Federal. Fonte: Gazeta Regional.

 

Na última segunda, o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, esteve reunido com os reitores envolvidos. Dentre eles, Odacir Zanatta, reitor do IFPR. Tudo isso levanta inúmeras questões entre os trabalhadores.

Preocupado com o avanço das negociações sem a consulta aos trabalhadores ou mesmo divulgação oficial das tratativas, o SINDIEDUTEC não pôde deixar de entrar em contato com a reitoria pedindo explicações. Então, na última quinta (2), foi enviado um comunicado urgente ao IFPR solicitando uma reunião com Zanatta para o melhor entendimento do que anda acontecendo (confira o ofício na íntegra aqui). A resposta da reitoria foi afirmativa para o encontro, embora ainda sem data marcada.

A presidenta do Sindicato, Rosangela Oliveira, reforça que, para ela, o momento é crítico e inadequado para a iniciativa. “Temos dificuldades com concursos e contratação de novos profissionais, além de uma série de situações difíceis com campi que precisam de dinheiro para reestruturação. Por exemplo, não temos em todos as sedes um espaço de alimentação, um restaurante universitário, como seria necessário e prevê a nossa lei de criação. Isso acontece sem discussão prévia profunda e ampliada com a comunidade escolar, visto que será impactante sobremaneira na vida dos envolvidos”, completa.

 

Fonte: SINDIEDUTEC-Sindicato
















Campanha Reforma Administrativa - Eu digo Não!

Campanha Reforma Administrativa - Eu digo Não!

 21/09/2021

A cada reforma feita pelo governo, um direito é retirado do povo. Foi assim com a reforma trabalhista, com a reforma da previdência, e será assim caso a reforma administrativa seja aprovada. Junte-se ao PROIFES-Federação e lute contra essa [...]


GO!Sites