PROIFES | Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico

Comunicação

Notícias Proifes

ADUFG entrega doações de alimentos para famílias residentes da ocupação São Marcos

Publicado em : 04/05/2021

O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato) em parceria com o Fórum Goiano em Defesa de Direitos, Democracia e Soberania entregou, no último sábado (01/05), cestas básicas, produtos de higiene pessoal e limpeza, além de máscaras de proteção facial para famílias em situação de vulnerabilidade social que moram na ocupação São Marcos. A comunidade está localizada em uma área de reserva ambiental no Residencial São Marcos, em Goiânia.

Dayane da Silva Gonçalves é moradora da ocupação há dois anos. Sem condições de trabalhar e portadora de deficiência física, somente agora ela conseguiu a aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “Eu sou mãe solteira e não tinha como alimentar minha família. Nós precisamos de todos os tipos de doações, de alimentos a material de construção, porque muitos de nós moramos em barracas feitas de lona. Passamos muito sufoco aqui”, lamentou a moradora.

Liderança da comunidade, Andreia Rodrigues de Oliveira falou da importância de receber doações para as famílias que moram na ocupação. “Aqui nós temos muitas famílias desempregadas e não temos nenhum tipo de auxílio do poder público. Agradecemos muito a vocês e às outras pessoas que Deus envia para nos ajudar.

A diretora de Assuntos Educacionais, de Carreira e do Magistério Superior do Adufg-Sindicato, professora Geovana Reis, acompanhou a entrega dos materiais à população. Ela pontuou que, o dia 1º de maio era tradição para os movimentos sindicais realizarem atos de rua em defesa dos direitos dos trabalhadores, mas em função da pandemia da Covid-19, as mobilizações foram substituídas por ações de solidariedade. “A pandemia acentuou muito as diferenças sociais e aumentou a pobreza em todo o País. Ajudar essas famílias é uma forma do movimento sindical cumprir com o seu papel na sociedade”, disse.

Fonte: Ascom ADUFG-Sindicato

















GO!Sites